Mesa com bobina de cabos

Mais uma imagem inspiradora para reutilizar essas bobinas de cabos. Já fizemos aqui uma lista com 4 ideias bacanas com bobinas e essa é mais uma para a nossa lista. Infelizmente não encontrei informações sobre esse projeto.

2 comentários

Compartilhar!

Tá faltando espaço para fazer uma horta?

Aqui está uma solução criativa para o seu problema de espaço para ter uma pequena horta no seu apartamento.
Criada pelo coletivo francês Barreau&Charbonnet o sistema Volet Végétal é um sistema que utiliza um mecanismo para içar uma estrutura em madeira com três colunas ajustáveis de vasos que ficam para o lado de fora da sua janela.
Cada coluna de vasos rotacionam-se quando içados para dentro e para fora da janela. Assim você pode colher suas plantas e regá-las a qualquer momento.

Deixe um comentário

Compartilhar!

Meu desafio No-Poo – Parte II

Estou experimentando o método No-Poo há alguns dias, como uma alternativa aos shampoos tradicionais, impregnados de substâncias cancerígenas. Na primeira lavagem, já senti diferença na textura dos fios, que ficaram mais leves, mais desembaraçados e macios. Hoje, na segunda lavagem, surpreendi-me com o resultado: mais brilho, maciez e nenhum frizz. Vejam:

Meus cabelos são bem encaracolados e rebeldes. Há algum tempo que não faço mais escova progressiva, alisamentos e outras receitas para domar a rebeldia. O que me chamou a atenção, ao usar o método No-Poo, em apenas duas lavagens, foi a diminuição do frizz.

Para retirar todos os resíduos dos alisamentos e escovas inteligentes de meus cabelos, cortei-os bem curtos, há cerca de 1 ano, e, desde então, ele vem crescendo ao natural, sem química alguma para alisar os cachos.  Como, agora, ele já está crescido, eu vinha tentando diminuir o volume com “touca”, e nada! Agora, após o no-poo, parece que escovei os cabelos. Estou besta! Já suspendi a visita à cabeleireira para cortá-los. Vou deixá-los crescer mais um pouco e observar os efeitos deste método sem xampu.

Receita semanal

Vou mudar a rotina inicial de fazer a receita do No-Poo apenas na hora de lavar o cabelo. Para facilitar a vida, deixarei preparada uma receita semanal, e, para isto, utilizarei frascos de xampu vazios  para armazenar as misturas:

  • Em um frasco, juntar 1 parte de bicarbonato de sódio para 3 partes de água (1 colher de bicarbonato para cada copo de água). Cada vez que for usar essa solução, basta agitar bem para misturar.
  • E um outro frasco, colocar a mistura de água e vinagre na mesma proporção 1X3 (1 copo de vinagre para cada copo de água) para a finalização. Adicionar 1 pedaço de pau de canela para mascarar o cheiro de vinagre e deixar o cabelo com um cheirinho mais refrescante.

O bicarbonato de sódio tira a gordura e a sujeira, substituindo o xampu. O vinagre atua como o condicionador, reduzindo o frizz e deixando meu cabelo leve, macio, agradável e suave.

Ainda continuarei usando condicionador tradicional, antes da mistura de vinagre, pois meu cabelo é bem seco. Assim que perceber que ele está mais oleoso, suspenderei o condicionador e manterei apenas o bicarbonato e o vinagre diluídos em água.

Rendimento e resultado

Estou anotando o rendimento de uma garrafa de vinagre e de 1 pacote de bicarbonato de sódio. Assim, saberei quantas lavagens correspondem a esta quantidade de ingredientes.

Com certeza, será um lucro, não só monetário, mas principalmente para minha saúde e a do planeta. Não terei mais de comprar xampu e nem precisarei me preocupar com o que estou colocando em minha cabeça e em meu organismo e isto é muito bom.

Minha filha, ao observar o brilho e maciez de meus cabelos exclamou: “hum, acho que vou usar este troço também!”. E estou apenas na segunda lavagem! Espero muito que o método No-Poo funcione tão bem, que se torne totalmente natural para mim. Por ora, esta é a maneira como o meu cabelo será lavado: sem xampu, sem lauril sulfato de sódio!

Comentários desativados

Compartilhar!

Meu desafio No-Poo – Parte I

No post sobre o método No-Poo, comprometi-me  a fazer a experiência de lavar os cabelos sem usar shampoo e contar para vocês a minha rotina com a aplicação deste método e as alterações que observar em meus cabelos.

É um desafio lavar os cabelos sem shampoo, porém estou disposta a tentar uma alternativa mais natural, mais saudável e livre das substâncias maléficas das fórmulas dos shampoos tradicionais.  Quero constatar se o meu cabelo se tornará mais saudável e com melhor aparência daqui a duas semanas ou mais. Talvez eu tenha alguns dias difíceis, enquanto o cabelo se ajusta ao método e se desintoxica.

Os ingredientes do shampoo tradicional tiram os óleos naturais do cabelo, durante muitos anos. Durante a transição, com o método No Poo,  o couro cabeludo precisa se reajustar a  produzir a quantidade de óleo de que cabelo realmente precisa. No início, os fios ficarão mais oleosos, mas, gradualmente, o equilíbrio se fará notar.

A fase inicial

Comecei com No-poo, há dois dias. Como meu cabelo é encaracolado e rebelde, preferi alternar os dias de lavagem. Hoje é a segunda vez que aplico o método. Diluí  1 colher de sopa de bicarbonato de sódio em um copo de água morna.  Despejei-o sobre os cabelos, esfreguei o couro cabeludo suavemente e depois enxaguei muito bem, com água morna.

Apliquei bastante condicionador e massageei bem do couro cabeludo até as pontas. Enxaguei bem e, então, despejei a mistura de um copo de vinagre diluído em um copo de água morna sobre os cabelos e deixei agir por alguns minutos. Enxaguei-os novamente e pronto.

Senti os cabelos realmente limpos, soltos e desembaraçados, mais maleáveis que o normal. Não ficaram oleosos. Vou manter a rotina de lavá-los a cada dois dias. Por enquanto, nada de fotos, hehe. Mais adiante, quem sabe, um “antes” e um “depois”.

Confesso que ainda estou meio incrédula quanto aos resultados do método No-Poo, mas a expectativa de poder não mais colocar substâncias químicas no meu cabelo e não gastar dinheiro em produtos é estimuladora.

Deixe um comentário

Compartilhar!

Fake Shower: app pra disfarçar sem usar água

As pessoas têm umas manias que não são nada ecológicas. Exemplos rápidos: ligar a torneira para conseguir fazer xixi ou o chuveiro para disfarçar os ruídos desagradáveis na hora do número 2. A Akatu conseguiu um desenvolvedor que fez um apêpê interessante (e divertido): o

Deixe um comentário

Compartilhar!

Como fazer uma ciclovia simples

No último sábado (14), fomos de carro até o centro de São Sebastião, litoral norte de São Paulo, para comprar ração. Uma amorosa gata de rua apareceu pedindo comida e, depois, levou seus cinco filhotinhos para também se alimentarem. Lá vamos nós socorrer os bichanos da fome. No caminho ao pet shop, uma ciclovia chamou a nossa atenção. Na área central da cidade, o espaço da via mais próximo à calçada, antes destinado ao estacionamento de carros, se transformou em uma ciclovia. Um detalhe interessante: ela foi instalada de maneira simples.

Não sou urbanista para avaliar o impacto dessa “obra” e se foi realizada de acordo com as diretrizes da companhia de tráfego e afins. Realmente, o que se destacou foi a possibilidade de construir uma ciclovia com simplicidade e rapidez. Para tal, primeiro, foram pintadas e sinalizadas duas mãos para bicicletas no asfalto. Tachões – aquelas tartarugas ou olhos de gato -, aplicados para separar o trânsito de magrelas dos veículos automotores. E… pronto! Está feita a ciclovia. Uma obra com baixo investimento que será revertido em menos acidentes e maior qualidade de vida aos usuários.

Reflita sobre o seu direito de ir e vir. Ele pode ser mais simples e feliz do que imagina. Boa jornada!

Deixe um comentário

Compartilhar!

Uma iniciativa

Adicione o banner

Ecoblogs

Adicione o banner do Ecoblogs em seu blog.
Copie o código abaixo:



Flor do Dia - Ecoblogs

Adicione o banner da nossa série em seu blog.
Copie o código abaixo:


Feed RSS

Participantes